Vilmar Locatelli 7 de fevereiro de 2008

Abra as portas
Venha conhecer o tempo
Segundos, mistérios e silêncios
Venha aprender a felicidade
Hoje é o dia da tua paz
Atrás das cortinas
Existe o mundo
Não tenha medo, abra as portas!

Venha correr o risco de ser humana
Desate as amarras do coração
O que é o sofrer diante da possibilidade de ser feliz?
O que é a dor diante da vida que nasce?

Não adianta Ter medo de ser amada
A fúria da beleza
Arromba os portões em que te seguras
Transforma em ternura
O amanhecer do primeiro dia da liberdade

O que fazer com os dias guardados?
Com o tempo adormecido à espera?
Esqueça! Não existe mais…
A aventura ingrata do teu viver
Aconteceu nos dias do teu descanso
Levou embora o caminho
E o carinho feneceu com a flor

Abra as portas
Vamos viajar no tempo
Recomeçar a existência
Abra as portas sou eu que bato.

Santarém,15/06/93

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I