Filha de Ângela e João Baptista Frassinetti, nasce em Gênova, Itália, no dia 03 de março de 1809, Paula Ângela Maria, entre dois irmãos nascidos antes e dois irmãos nascidos depois dela. Ainda criança, com 09 anos, perde a mãe no inverno de 1818, tendo que se tornar administradora de uma cada de 05 homens. A escola que teve foi dentro de sua própria casa: seus professores: o pai e os irmãos mais velhos. Afinal, o desejo do pai era que ela nunca saísse de casa. Imagine o coração do pai quando a filha manifestou o desejo de se consagrar a Deus como os irmãos mais velhos que já estavam adiantados no seminário. No entanto ela só veio sair de casa pela primeira vez quando tinha 19 anos, por necessidade de saúde e com relutância do pai. O lugar para o qual foi destinado era a paróquia de seu irmão, o Pé. José Frassinetti, chamado Quinto que também se tornou o berço da futura congregação das irmãs dorotéias. Realizou seus estudos em sua própria casa, onde irmãos e o pai eram seus mestres. Demonstrou predileção especial pela filosofia e pela teologia e apresentava as seguintes características pessoais: aguçada inteligência, enorme força de vontade para executar suas tarefas, temperamento piedoso, devotamento exemplar, coragem em enfrentar dificuldades, criatividade e audácia. No ano de 1827, cai morar com o irmão, padre na cidade de Quinto, onde funda escola paroquial para crianças pobres. Ali dedica-se ao trabalho de alfabetização e aos trabalhos manuais, como costura e bordado, desenvolvendo também uma ação fecunda de evangelização auxiliada por um grupo de seguidoras que a auxiliam, Em 1834, funda uma comunidade religiosa chamada de “As Filhas de Santa Fé” que posteriormente recebe o nome de “Irmãs de Santa Dorotéia”. Logo cedo a obra de Paula se espalha pelo mundo e, em 1866 chega ao Brasil (Recife – PE) e Portugal. Em vida, Paula manteve contínuo contato com os países em que suas irmãs estavam presentes através de uma exaustiva correspondência para acompanhar de perto a obra ali desenvolvida. Tendo cumprido sua missão aqui na terra, retorna à casa do Pai, em 1882, aos 73 anos, em Roma.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I