Digo ADVENTO
e os teus Profetas
falam-me de rios no deserto,
rebentos brotando em troncos carcomidos,
lobos e cordeiros brincando juntos,
derrotados regressando à pátria,
coxos saltando de alegria,
cegos vendo,
grávidas sonhando um filho teu Ungido.

Digo ADVENTO
e recordo um povo
de Patriarcas, Juízes, Reis, Sábios,
Sacerdotes, santos e pecadores
caminhando por entre víboras e chicotes,
alternando Terra Prometida com exílios,
a fidelidade a Javé com o culto aos baals,
a solidariedade social com a exploração
de órfãos e viúvas.

Digo ADVENTO
e ouço o clamor dos hebreus no Egito,
o canto de luta dos israelitas na Babilônia,
a súplica do resto de Sião,
as expectativas dos crentes de Tessalônica,
o desespero dos concentrados em Awchwitz
e outros campos,
o grito mudo dos famintos e moribundos
na África, na Índia, em Bangladesh,
o pânico dos atingidos por terremotos, ciclones
e outras catástrofes naturais…
o sofrimento indizível de milhões de miseráveis, oprimidos, excluídos
na América Latina… no Brasil…
e a tua garantia ao vidente de Patmos:
“Sim, EU venho em breve”.

Digo ADVENTO
e junto-me à prece do salmista:
“Que as nuvens chovam o Justo
e da terra germine o Salvador”.
Ecoa em mim o testemunho do profeta:
“Deus é fiel”
e repito a invocação do teu Apóstolo:
“VEM, SENHORJESUS!”

Digo ADVENTO
e no coração cresce a torrente
de vinte séculos e milhões de vozes
ecoando de todos os povos, raças, tribos e nações:
“Marana tha: VEM, SENHOR JESUS!”
“Maran atha: O SENHOR JESUS VEIO E VEM!”

Digo ADVENTO
e sinto que Tu já estavas
nesta caminhada irresistível, mas insegura,
neste grito claro, mas indefinido,
nesta certeza arraigada, mas exposta.
E eras Tu que vinhas de longe
ao encontro daquele DEUS-CONOSCO
sabido porque esperado,
esperado porque prometido.

Digo ADVENTO
e sinto que Tu estás
e vais e vens
conosco.

E é NATAL!!!

Sim, Tu és fiel, Tu és santo,
SENHOR-JAVÉ, EMANUEL-JESUS,
O DEUS-CONOSCO até o fim!
Glória a Ti!

Torres Novas, dezembro de 1991

Obs: Imagem  enviada pela autora.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I