Faça-se a luz, o firmamento com todos os astros, a terra com todas as suas plantas e animais, os mares com todos os seres que lhe pertencem¿ A ordem onipotente foi executada com sabedoria e AMOR.
E, assim, o CRIADOR presenteou todos os que fazem a família humana com a grande e maravilhosa morada que se chama TERRA.
Depois ainda os conduziu inteligentemente a ir construindo uma morada adequada à sua vida, acompanhando o progresso da ciência, da técnica, desde a práticas agrícolas, hidráulicas, aéreas, elétricas, animais e até humanas.

A ambição econômica e política, visando uma maior e mais rápida produção vegetal, animal, industrial, comercial e técnica, agride a natureza comprometendo sua integridade, as vida, seu valor, sua autenticidade.
O ar, a água, o solo, as plantas, os animais, as pessoas são vítimas da desenfreada poluição ambiental, através de fatores que prejudicialmente atentam à ECOLOGIA.

Entre muitas outras, podemos citar como práticas nocivas para o MEIO AMBIENTE o lixo, o esgoto, os dejetos químicos e minerais colocados nos rios, o excesso de fertilizantes no solo, o acúmulo de lixo sólido, plástico, papel, metal, vidro, produtos químicos, cuja decomposição leva até cinco mil anos. A RECICLAGEM DO LIXO pode educativamente minorar este tão grave problema e ainda cooperar com a economia dos moradores da localidade atingida.
A incineração e o aterro são também medidas condenáveis.
O desmatamento, destruindo as florestas e os ecossistemas mais ricos em espécies animais e vegetais, constitui imperdoável pecado contra a natureza.
E, assim, o homem, no seu habitat natural, sofre as conseqüências de suas próprias ações.

A falta de água potável é grande preocupação deste milênio.
Segundo estatísticas, mais de 1 bilhão de pessoas já enfrentaram a escassez do insubstituível líquido.
Novas e antigas doenças castigam a humanidade através da contaminação das águas dos rios.
A desertificação, a extinção de espécie da fauna e da flora, o aumento do buraco da camada de ozônio, que situada na estratosfera nos protege da radiação ultravioleta do sol, o desequilíbrio climático, a irregularidade das chuvas, justificada às vezes pelo fenômeno EL NIÑO E LA NIÑA são conseqüências incondicionais do comportamento predatório e irracional do homem.
E o que fazer diante desta tão desoladora e insolúvel realidade mundial?
Arregimentamos força, otimismo e sobretudo AÇÃO e revistamo-nos de uma poderosa couraça de ideal pelo bem de todos.
Salvemos nosso PLANETA, o nosso PAÍS, a nossa cidade. SALVEMOS O NOSSO IPOJUCA!…
E, com certeza, voltaremos à condição de primeiros e privilegiados moradores do PLANETA TERRA, belo e puro, criado por DEUS para TODOS NÓS, IRMÃOS DAS PLANTAS E DOS ANIMAIS E FILHOS DA NATUREZA!…

(autora de Retalhos do Cotidiano)

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I