Dois filósofos da Antiga Grécia dialogaram certa vez:
– “Que vem a ser lei?
– A expressão da vontade do povo.
– O que determina esse povo? O bem ou o mal?
– Certamente o bem.”
Que auspicioso seria se os nossos políticos, os candidatos às próximas eleições e, sobretudo, os nossos legisladores, assimilassem e vivenciassem a conversa daqueles sábios gregos.

Estamos em plena campanha eleitoral, sinônimo de guerra desenfreada em busca da vitória nas urnas, pois, a competição é grande, preocupante.
Os candidatos arregimentam-se, usando todos os meios lícitos ou escusos para a manutenção ou conquista do poder social, político e principalmente econômico.
Tudo é acionado e impulsionado pela força do interesse próprio. E o povo? O triste e pobre povo onde fica? O que lhe está reservado?
Os partidos políticos se coligam e “descoligam” vergonhosamente em troca de favores, ocasionando na população um descrédito total nos mesmos e em seus líderes, pois “quanto menos os homens pensam, mais falam.”
Órgãos são transferidos de uma região para outra, ou mesmo extintos, como a Sudene e já se falou algo sobre a Chesf. Tudo regido pela LEI DO INTERESSE. O interesse acima de tudo!…

Esse desempenho interesseiro de nossos compatriotas, que deveria ser com generosidade, desaparecido, levou o conhecido Barão de Itararé a satiricamente afirmar: “a postura do político brasileiro é realmente ovípara: ele vive às claras, devora as gemas e não despreza as cascas.”
Os nossos políticos deveriam se conscientizar de que são os legítimos representantes do povo e, assim, colocar-se em seu lugar, assumindo-lhe as necessidades, sofrimentos, carências, dores, sua vida.

O verdadeiro político é aquele que espontaneamente abraça a edificante VOCAÇÃO DO SERVIR, ressaltando as belas palavras da grande mestra Gabriela Mistral: “quem não vive para servir, não serve para viver.”
Entre outras várias definições, POLÍTICA é a arte de bem governar os povos.
E eu pretensiosamente definiria: POLÍTICA é a escolha generosa do SERVIR.
Por isso, o político cujo desempenho do seu papel é autêntico, merece respeito e gratidão de todos pela sua disponibilidade, generosidade e pelo sacrificar dos seus negócios comprometendo seus lucros e seus interesses vários, até familiares.
Ele deve se empenhar na elaboração de leis justas e com aplicação eqüitativa para todos.
Pois o nosso país que se diz democrático, parece mais uma oligarquia, concentrando poder, vantagens, altos salários, aposentadorias especiais, com tempo reduzido de serviço a pequenos grupos, parlamentares, Presidente da República etc, etc.
Injustiça!… Muita injustiça!… Somente injustiça!…
Conclamemos os militantes da política brasileira para lutar por uma acertada e reta legislação, desprovida de injustiça e egoísmo e cujo alvo principal seja a satisfação e a vontade do povo. É verdade que “a parte mais complicada do sucesso coletivo é encontrar alguém que fique contente com ele”.
Que a LEI seja executada legitimamente, diz São Paulo.
Boa é a LEI quando executada com retidão, lembrando ainda que todo poder em excesso desaparece.

Enfim, diante de tanto descrédito naqueles políticos, “cujo mal não é a falta de persistência, mas a persistência na falta”, do descrédito também nos governantes, “argumento mais forte” de tanta violência, injustiça, da dolorosa fome local e mundial, façamos nosso o slogan do 2º Fórum Social Mundial de Porto Alegre (30.01 a 02.02.2002): UM OUTRO MUNDO É POSSÍVEL.
E acrescentemos otimistamente:
UM OUTRO BRASIL É POSSÍVEL.

(autora de Retalhos do Cotidiano)

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I