Tudo, neste mundo, é relativo. Há coisas de maior e de menor importância, coisas que duram e coisas que são passageiras. Há também aquelas que são primárias e outras secundárias.

Todos entendemos que a sobremesa não pode substituir o prato principal. Um dia, depois que Jesus havia multiplicado os pães, muita gente o procurava e ele compreendeu que as pessoas o buscavam não por amor, mas porque queriam ver milagres, receber benefícios. Afinal, por que não aproveitar? Diante disso, Jesus lhes interpela: “Procurem o alimento que permanece!” Noutras palavras: procurem o absoluto. Não se prendam ao relativo.

E o que é realmente o duradouro? Certamente nesse caso Jesus está se referindo mais a Eucaristia, mas também a tudo aquilo que contribui ou promove nosso relacionamento com Deus, no amor, pois tudo é importante. Todos temos consciência de que, nada, por menor que seja ou que pareça ser, é de pouca importância. Importa que levemos a sério e nos empenhemos na busca de Deus. Só ele é absoluto, tudo o mais é relativo.

Quantas vezes nós invertemos as coisas! Nos casamentos, por exemplo, quanta coisa supérflua. Quantos enfeites, quanto luxo, quanta pompa, mas nenhum conteúdo interno. E os relacionamentos? Alguns são meramente comerciais, de amizade não existe nem vestígio. E as relações entre os políticos? Deus nos livre de tal.

Se temos consciência de que Deus é o absoluto, precisamos também ter a coragem de aceitar as conseqüências.

Todos rezamos, mas como é o nosso relacionamento com Deus? Dizemos acreditar em Deus, mas temos realmente fome de Deus? Fazemos gestos parecidos com prática de caridade, mas amamos verdadeiramente as pessoas? E a nossa prática religiosa? Será que não depende demais dos nossos sentimentos?

É preciso procurar aquilo que permanece, é preciso buscar o absoluto. E só Deus é o absoluto.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I