Angela Borges 4 de setembro de 2006

No dia-a-dia, tenho pensado e pensado muito. Pensado sobre os fatos e as ações que têm ocorrido e persistido nos cenários cotidianos, seja em diversos níveis de localidade. Tenho pensado e andado meio triste. Para não dizer muito triste. Tenho pensado sobre os homens, os valores e os princípios. Tenho a impressão de que a bússola que norteia a moral humana alojou-se no fundo do mar. Falta a âncora para frear e limitar gestos e práticas pecaminosas. A corrupção, a falta de respeito, a imoralidade são a tônica da vida contemporânea. A palavra-chave passou a ser impunidade, e tudo vai sendo desviado do seu sentido original. A inversão de valores torna-se prática costumeira em diversos segmentos sociais, e as pessoas querem mesmo persuadir todos de que o erro torna-se acerto, é verdade irrefutável. Ando meio tonta face esses bombardeios diários e, como mãe, educadora, sendo minha vida firmada em pilares que julgo serem corretos, tenho lutado muito, tenho travado um combate intenso e permanente. Estou junto de uma coletividade que busca preservar uma sociedade, um mundo saudável, um planeta da paz. Como está difícil !!! Deparo-me com cenas em que a violência sobrepuja a paz, o poder e a corrupção tentam, de várias formas, encantar a todos, a vaidade e o orgulho gritam aos quatro cantos seus feitos, suas glórias. Ah, mundo perverso…. Mundo doente, população quase em UTI…. A fé, sem dúvida, é o grande remédio, a crença em Deus, o caminho da salvação, o apoio em um credo que o sustente e o livre de tanta discórdia, de tantos desvios… Precisamos retornar ao caminho, e o caminho é ELE. “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida.”, palavras do nosso Deus ditas e proclamadas há tantos séculos e tão atuais e necessárias à nossa atualidade. Lutemos por um mundo melhor, não apenas em palavras, em discursos repetitivos e vazios da prática. Contestemos e ajamos na ação e na oração. Todos nós, sem exceção, merecemos um mundo melhor. E, nesse caso, o melhor significa um mundo em paz no qual se viva a unidade em todos os seus níveis e segmentos.

14.08.2006

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I