Quando chegamos à estação rodoviária ou ao aeroporto de uma grande metrópole
ficamos impressionados com o número e a movimentação das pessoas. Muita
gente procurando seu destino. Um potente sistema de som avisando os horários
e as localidades para onde saem os ônibus e as aeronaves.
E todos com destino eterno. Todos chamados por Deus. Todos peregrinos para a
casa do Pai. É isso que todos somos: peregrinos, caminheiros.
Um dia Jesus decidiu ser nosso companheiro. Se encarnou e veio armar sua
morada entre nós. Fez-se Deus-conosco. Fez-se nosso companheiro nessa
peregrinação, para assim termos maior segurança e certeza a respeito do
destino de nossa viagem.
“Quem me segue, não andará nas trevas, mas terá a luz da vida”, afirmou
Jesus. Até ele garante que já preparou o nosso lugar. Ele mesmo o preparou.
E imagine com quanto carinho e com quanta delicadeza.
Tomé, um dos apóstolos – imagem de todos nós – com suas preocupações,
dúvidas, incertezas, faz sua ponderação: “Não sabemos para onde vais, como
saberíamos o caminho”? Isso força Jesus a dar uma resposta clara: “Eu sou o
caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim”. Isto quer
dizer que para chegar ao nosso destino que é Deus, temos que andar com
Jesus, temos que nos deixar iluminar por sua luz.
Quantas teorias criadas, quantos caminhos experimentados, quantas buscas
feitas em vista da solução dos problemas que afligem a humanidade.Só
engano,pois os problemas continuam. Os homens procuram paz, mas a paz não
vem. Prometem justiça, mas ela não aparece.
A verdade é que só há um caminho: JESUS. E para percorrer esse caminho, a
orientação é uma só: “AMAI-VOS UNS AOS OUTROS”.
Quem quiser chegar ao eterno destino, precisa deixar-se iluminar pela luz de
Cristo.

Este texto expressa exclusivamente a opinião do autor e foi publicado da forma como foi recebido, sem alterações pela equipe do Entrelaços.


busca
autores

Autores

biblioteca

Biblioteca

Entrelaços do Coração é uma revista online e sem fins lucrativos compartilhada por diversos autores. Neste espaço, você encontra várias vertentes da literatura: atualidades, crônicas, reportagens, contos, poesias, fotografias, entre outros. Não há linha específica a ser seguida, pois acreditamos que a unidade do SER é buscada na multiplicidade de ideias, sonhos, projetos. Cada autor assume inteira responsabilidade sobre o conteúdo, não representando necessariamente a linha editorial dos demais.
Poemas Silenciosos

Flickr do (Entre)laços

ExposiçãoDesenhos

Série "Natureza"

Série Natureza

DeJanelaEmJanela

DeCostas

Série "Detalhes"

Série "MoradaImprovisada"

Série Morada Improvisada

Finados

Tratando de peixe

Série Flores

Série Flores

Esporte na Colônia

Série Natureza 01

Série Natureza 05

Caxambu

Caxambu

Caxambu - 02

Caxambu - 01

Penumbra...

Aglomeração...

Portão florido...

Barra Palace

Conjunto Harmonioso...

Reunião privada...

Espaços ocupados...

Arquitetura Perfeita...

Convergência II

Convergência I